3 de agosto de 2012

575.


9 comentários:

Remus disse...

Excelente ambiente. Um momento etéreo.

Mal vi a fotografia, fiz logo a associação com a história dos antigos egípcios sobre a passagem dos mortos para o outro lado.

M disse...

Sempre que aqui venho fico supreendida, acho todas as fotos encantadoras e com um enorme poder, o de nos fazer prender a este "RECANTO" tentador, consigo saborear todos estes sítios porque são autenticos e parece que estão aqui mesmo à nossa frente.
1 abraço

Kaipiroska disse...

Faço um "copy paste" do meu comentário na foto anterior - muito bom!

Marina Linhares disse...

Bom trabalho. Muito engenhoso!

OutrosEncantos disse...

a Torreira é um lugar de silêncio e de paz e lindo.
e o que a mim me parece é que as tuas imagens, no-las apresentas consoante o teu estado de espírito, perdoa se estou a ser atrevida, mas é que não consigo olhar "as coisas" como se os meus olhos fossem de vidro [frágeis, sem sentimento].
traduzo este instante como se..., de profunda solidão.
um instante belo.
um sobressalto de quentura os tons dessa barca que atravessa o cinza-prata desse mundo que parece pertencer apenas ao barqueiro...
lindissimo!
beijo.

Dylan disse...

Que paz e sossego!

Fernando Santos (Chana) disse...

Excelente fotografia....
Um abraço

Gilda disse...

Que foto "mai linda...!"
CR, Não quero cair em palavras banais...
Não tenho palavras...!
Parabéns.

cris photos disse...

Muito bonita imagem.

Bjus